----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

quarta-feira, 18 de dezembro de 2013

ISAE/FGV encerra as atividades de 2013 com reconhecimento internacional


O ISAE/FGV encerra 2013 com reconhecimento internacional do seu Relatório de Sustentabilidade em evento da Organização das Nações Unidas (ONU) que aconteceu em setembro deste ano na Eslovênia. A publicação foi premiada por reunir de maneira inovadora  metodologias diferenciadas como PRME (Princípios para Educação Empresarial Responsável), GRI (Global Reporting Initiative), MDGs (Objetivos de Desenvolvimento do Milênio) e UNGC (Pacto Global das Nações Unidas).

Além disso, é a única instituição educacional brasileira a fazer parte do PRME Champions Group uma iniciativa, também da ONU, que congrega as 30 instituições acadêmicas mundiais mais ativas do programa para a implementação dos seis princípios para a educação empresarial responsável: propósito, valores, método, pesquisa, parceria e diálogo.

Segundo Dr. Norman de Paula Arruda Filho, presidente do ISAE/FGV “trabalhamos para melhorar a qualidade de ensino discutindo metodologias para a implementação desses princípios por meio de parcerias estratégicas com a sociedade. Dessa forma, formamos líderes globalmente responsáveis.”

Outra conquista da instituição foi o Mestrado Profissional em Governança e Sustentabilidade com duas Linhas de Pesquisa: Governança e Sustentabilidade. O curso abre novas inscrições em 2014 com disciplinas que abordam temas como a Economia Criativa, Políticas Públicas e Gestão Ambiental no Brasil, Gestão de Projetos para a Construção de Soluções Sustentáveis.


Serviço:
ISAE/FGV
Curitiba: Av. Visconde de Guarapuava, 2943. (41) 3388-7800
Londrina: Rua Prefeito Faria Lima, 400. (43) 3306-7700
Redes Sociais: Facebook, Twitter, LinkedIn
Informações:
www.isaebrasil.com.br

segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

Elas Preservando finda atividades do ano com ações a favor do meio ambiente

Por Alex Sandro Santos



Criado desde 2008 pela Elas Ecomodas Confecções, o Projeto Ambiental denominado Elas Preservando tem por objetivo reaproveitar lixo têxtil para cultivar mudas de árvores nativas da Mata Atlântica. O projeto visa, ainda, ajudar na expansão de área verde de Nova Friburgo e promover a conscientização ambiental de maneira prática entre estudantes do município. Cerca de 07 escolas de Friburgo já estão inseridos no projeto da confecção respectiva com cerca de 3 mil estudantes atendidos diretamente e para 2014 outras unidades de ensino receberão o mesmo.

Na manhã de sábado, 14, a Elas Ecomodas Confecções realizou uma ação de plantio de mudas no Parque Municipal Juarez Frotté, em Cascatinha. Nesta ocasião foram plantadas cerca de 20 mudas contando com a participação de crianças, educadores do Colégio Souza Poletti, vereador Gustavo Barroso e Eduardo Vogt do Rotary Olaria.

Além das mudas plantadas, houve, ainda, a soltura de 05 pássaros cujos mesmos foram apreendidos no dia anterior pela guarda florestal em um cativeiro no bairro Cordoeira. Após os pássaros conquistarem a liberdade, as gaiolas foram totalmente quebradas com a ajuda do subsecretário de ordem urbana da prefeitura e comandante da guarda municipal, Ronald. Vale ressaltar que a guarda florestal está atuando no Parque Juarez Frotté e as pessoas podem fazer denúncias referentes a quaisquer crimes ambientais ocorrentes na região pelo telefone gratuito 153.



Já no domingo, 15, foi plantado uma muda de árvore na AFAPE, localizado na Via Expressa. A muda de ipê amarelo foi plantada em comemoração ao convênio de parceria assinado entre o Projeto Elas Preservando e o Rotary Club Olaria. Nesta ocasião também foram distribuídos sementes de ipê amarelo ao público que lotou a Via Expressa para se divertir com as inúmeras atividades oferecidas pelo SESC Friburgo.

O Projeto Ambiental Elas Preservando tem como parceiros, além do Rotary Olaria, Jornal A Voz da Serra, Criweb, Horto Terra Viva, Sítio Terra Romã, HN Comunicação e Instituto Brasileiro de Florestas. 

Uma das necessidades atuais do projeto da Elas Ecomodas Confecções é a aquisição de um terreno em Friburgo para que se possa montar um berçário de árvores de espécies nativas para a produção de mudas em maior escala cujo objetivo é auxiliar no reflorestamento de algumas áreas atingidas pelo desastre climático ocorrido na cidade em janeiro de 2011. Inclusive, é possível a realização de permuta para tal, ou seja, caso alguma empresa queira se juntar no projeto para fazer a compensação do seu carbono ou simplesmente ter a sua marca integrada no que tange responsabilidade socioambiental, pode acontecer uma parceria a favor do meio ambiente entre a Elas e os envolvidos.


Para maiores informações, basta acessar www.elasecomodas.com ou ligar para (22) 2526 5572

Litoral paranaense recebe ação pela segurança no mar

Comunidade e órgãos públicos se uniram para realizar o I Mutirão de Limpeza do Mar.

Créditos das fotos: Parceiros do Mar - Thomas Souza


No último sábado, dia 14, maus de 1.200 sacos de lixo foram retirados de 10 Km de praia, do Morro do Cristo até a Braa do Saí, além de artefatos ilegais de pesca. A iniciativa da ONG Parceiros do Mar, em parceria com a Polícia Militar Ambiental PR e o 8º Grupamento do Corpo de Bombeiros, contou com o apoio da Prefeitura de Guaratuba, Capitania dos Portos do Paraná e Instituto Ambiental do Paraná, e patrocínio da AMBEV – Skol, Revista Trip e Lynx Consultoria e Bandeira Azul, através do Prêmio Guardiões da Praia.

A atuação efetiva dos voluntários e a aprovação do público presente nas praias possibilitaram o sucesso da ação realizada pelos bombeiros, que aconteceu em uma extensão de 47 quilômetros, simultaneamente em Matinhos, Guaratuba e Pontal, onde cerca de 270 pessoas trabalharam diretamente na operação.

Em Guaratuba, a atividade teve início no Morro do Cristo sentido Barra do Saí. Um percurso de 10 quilômetros onde 76 pessoas, entre elas voluntários e diretoria da ONG Parceiros do Mar, retiravam os lixos pela restinga e sensibilizavam a população para que se afastassem da beira do mar para facilitar o trânsito de lanchas, moto aquática da Capitania dos Portos, viaturas, e o trabalho de bombeiros, mergulhadores e policiais da Força Verde que realizavam o Mutirão de Limpeza do Mar.

Créditos das fotos: Parceiros do Mar - Thomas Souza

Uma lancha em água e uma viatura na areia puxavam uma rede no mar que se prendia onde poderia haver perigos submersos. Uma rede de pesca de 200 metros foi apreendida. Também foram encontradas três âncoras apoitadas para redes de espera e um artefato sem identificação devido à sua profundidade. Esses pontos estarão sinalizados e a partir de janeiro, ONG, bombeiros e policiais da força verde se reunirão novamente para verificar as possibilidades de retirada desses materiais.

A estratégia do I Mutirão de Limpeza do Mar foi pensada a partir do trágico acidente que matou a jovem Renata Turra Grechinski aos 23 anos, em fevereiro de 2012, ao se afogar por estar presa a artefato de pesca submerso na Barra do Saí. Sete dias depois de sua morte, cumprindo determinações do inquérito da Delegacia de Guaratuba, uma força-tarefa fez buscas na região e a retirada de sete artefatos, dentre eles âncoras, cordas, redes e poitas. O objetivo da ONG com o Mutirão é que, a partir do sucesso da empreitada, esteja o poder público articulado para a retirada periódica desses perigos submersos.

quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

Prêmio Ozires Silva de Empreendedorismo Sustentável tem inscrições até 13 de dezembro


O ISAE/FGV recebe até a próxima sexta-feira (dia 13 de dezembro) as inscrições para a 7ª edição do Prêmio Ozires Silva de Empreendedorismo Sustentável.

O prêmio busca identificar e certificar os projetos de destaque nas áreas de empreendedorismo e sustentabilidade do Brasil, que contribuam para o desenvolvimento da sociedade.

Segundo João Kovalchuk, vencedor da categoria Empreendedorismo Ambiental 2012, “conseguimos mostrar nosso projeto para a indústria e captar parceiros para a fabricação da nossa máquina que processa restos de materiais de usinagem. Além disso, o prêmio ampliou nossa visão de mercado gerando negócios para o próximo ano.”

Podem se inscrever empresas, pessoas físicas (por meio de Plano de Negócios) e a comunidade acadêmica nas categorias Empreendedorismo Econômico, Ambiental, Educacional e Social. Os trabalhos selecionados serão analisados e avaliados por uma banca. Os vencedores serão conhecidos no dia 12 de fevereiro em cerimônia de premiação.

Confira o regulamento: www.isaebrasil.com.br/premio

Ozires Silva
Engenheiro formado pelo ITA, destaca-se por sua contribuição no desenvolvimento da indústria aeronáutica brasileira. Foi um dos fundadores da Embraer, foi presidente da Petrobras e, posteriormente, ministro da Infraestrutura. Já publicou cinco livros e recebeu diversas condecorações internacionais. Seu nome dá título ao prêmio e também a uma cátedra no ISAE/FGV.  

Prêmio Ozires Silva

Em sua 7ª edição já premiou mais de 50 iniciativas de empresas como Brasken, Sesi, Instituto HSBC, Senai, Madeplast, Forplas, Petrobras e Reparte. Os projetos inscritos abordam questões como a redução de custos e consumo de recursos naturais com geração de água quente nas indústrias; brinquedos sustentáveis; economia e reaproveitamento de água na fabricação de gelo; os desafios no atendimento de portadores de necessidades especiais; dentre outros. Esta edição tem apoio da Itaipu Binacional, Sebrae/PR, World Trade Center e Pacto Global.

Serviço:
Prêmio Ozires Silva de Empreendedorismo Sustentável ISAE/FGV
Inscrições:  Até 13 de dezembro
Investimento:  Gratuito
Informações: www.isaebrasil.com.br
Redes Sociais: Facebook, Twitter, LinkedIn

segunda-feira, 9 de dezembro de 2013

Exposição Nossas Águas, Nossos Rios


41 imagens serão exibidas na Assembléia Legislativa,  de 11 a 19 de dezembro

Entre os dias 11 e 19 de dezembro, os gaúchos poderão fazer um verdadeiro passeio pelas águas que banham o Rio Grande do Sul, através da exposição de fotos “Nossas Águas, Nossos Rios”. A iniciativa realizada pela SOMAR, em parceria com a Comissão de Saúde e Meio Ambiente da Assembleia Legislativa e com o Instituto Latino Americano de Proteção Ambiental Borboleta Azul, marca o encerramento do Ano Internacional de Recuperação das Águas, decretado pela ONU. O click de 41 imagens, captadas pela fotógrafa Maria Helena Ramos, contempla registros dos principais rios do Estado, como o Rio das Antas, Rio Jacuí, Rio Ibirapuitã, Rio Uruguai, Rio São Jerônimo, Rio dos Sinos e Guaíba. A mostra poderá ser conferida no Vestíbulo Nobre Érico Veríssimo, do Palácio Farroupilha da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul.

O que: Exposição “Nossas Águas, Nossos Rios”
Abertura: 10 de dezembro, às 18h
Visitação: de 11 a 19 de dezembro
Onde: Vestíbulo Nobre Érico Veríssimo, do Palácio Farroupilha da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul (Praça Marechal Deodoro, 101 - Centro - Porto Alegre)



terça-feira, 3 de dezembro de 2013

Colégio Modelo adere ao Projeto Ambiental Elas Preservando

Por Alex Sandro Santos
Os alunos colocam literalmente as mãos na terra e com isso são estimulados ao contato direto com o meio ambiente.

Na tarde de sexta feira, 29, foi a vez de o Colégio Modelo receber o Projeto Ambiental Elas Preservando. O Projeto idealizado e realizado pela Elas Ecomodas Confecções, tem por objetivo reaproveitar o próprio lixo têxtil para cultivar mudas de árvores da Mata Atlântica e promover a educação ambiental em conjunto com escolas da região. Nesta ocasião, cerca de 06 turmas se envolveram na implantação do projeto, ou seja, crianças entre 03 a 10 anos.

A escola localizada no centro de Nova Friburgo, recebeu cerca de 115 plântulas - sementes já germinadas. As jovens mudas foram transplantadas para dentro dos carreteis de linhas de costura industrial com a ajuda dos próprios estudantes, educadores e também com a colaboração de alguns pais dos próprios estudantes. Vale ressaltar, ainda, que a escola vestiu ecologicamente os seus estudantes com a camisa de uniforme feita em malha 100% garrafa pet e confeccionada pela Elas. As mudas foram colocadas no “berçário das árvores” onde as mesmas serão cuidadas pelos próprios estudantes diariamente, seja com irrigação e manutenção do viveiro. Quando as mudas atingirem o ponto certo de irem para o solo, acontecerá uma ação de plantio em locais que necessitam de árvores em Nova Friburgo. 


Professor Augustin com sua filha Manuela de 1 ano e meio

O professor de biologia, Augustin, da própria unidade escolar e que também leciona nas escolas Anchieta e Mercês – todas de Nova Friburgo, considerou a ideia da confecção friburguense fantástica e fez questão de participar deste momento com toda a sua família: a esposa Evelyn e as duas filhas Manuela de apenas 1 anos e 6 meses e a Maria Eduarda de 10 anos.
Vale ressaltar que as sementes usadas pelo projeto da Elas são de qualidade do Instituto Brasileiro de Florestas e a terra adubada é do horto Terra Viva.


A Confecção Elas está abrindo o projeto para outras escolas para que o mesmo seja implantado no próximo ano. As escolas interessadas deverão fazer a solicitação o mais breve, pois está sendo montada uma programação para 2014.


quinta-feira, 21 de novembro de 2013

Empresários paranaenses transformam lixo de fábrica em tijolos térmicos e acústicos


Cases de instrumentos musicais viram casa em iniciativa inédita e sustentável da marca Solid Sound

Donos de uma das mais bem sucedidas empresas de estojos para instrumentos musicais do país, o casal Paulo Peceniski e Andrea Ritzmann, proprietários da Solid Sound  buscou uma solução criativa para o problema dos resíduos gerados pelos quase três mil quilos de espuma vinílica acetinada (EVA), borracha sintética e não reciclável, utilizados pela fábrica paranaense todos os meses. Trata-se de um bloco acústico, resultado da mistura de EVA moído e concreto.

A solução, mais do que uma atitude ecologicamente correta, se transformou em alternativa para substituição do tijolo comum, na construção civil, e tem como principais diferenciais as suas propriedades térmicas e de isolamento sonoro. Produzidos a partir de resíduos da fábrica, os blocos acústicos evitam o descarte na natureza ou aterros sanitários de cerca de 300 kg de EVA todos os meses e aproximadamente 3,6 toneladas por ano.

Certificado pelo Instituto de Pesquisas Tecnológicas de São Paulo (IPT), o bloco possui capacidade de absorção e isolamento acústico de até 37 decibéis e é ideal para ser utilizado em salas de ensaio e estúdios de música. Além disso, suas propriedades térmicas se mostram ideais para construções residenciais e comerciais em regiões de clima ameno e inverno rigoroso, típicos de cidades do sul do país.

O reaproveitamento do que poderia ser lixo pode se tornar uma nova oportunidade de negócios para a empresa.  “A nossa capacidade de produção ainda está em pequena escala, mas a eficácia e utilidade do produto nos indicam grandes possibilidades de expansão”, afirma Paulo, diretor da Solid Sound.



A fabricação deste novo material já gerou novos empregos para viabilização dos blocos acústicos. Sete mil unidades foram produzidas para construção da casa de 550 m² em que o casal reside em Curitiba. “Fomos os primeiros a testar a eficácia dos blocos. A casa ficou linda e perfeitamente adequada ao inverno de Curitiba”, finaliza Andrea, diretora de marketing da empresa.


quarta-feira, 20 de novembro de 2013

Projeto criado por empresa de confecção de Nova Friburgo (RJ) arrecada 21 mil garrafas PET e contribui com a conscientização ambiental entre estudantes


Por Alex Sandro Santos (texto e fotos)

Com o objetivo de retirar do meio ambiente as garrafas PET e gerar renda para o trabalhador que sobrevive da venda de recicláveis na Cooperativa de Catadores de Nova Friburgo, a Confecção Elas idealizou um projeto de recolhimento de garrafas PET com escolas. Uma campanha realizada em 20 dias com alunos das escolas Souza Poletti, Dinâmico e Fribourg resultou no recolhimento de mais de 21 mil unidades destas embalagens.


As garrafas foram recolhidas na própria comunidade no entorno de cada escola, além do incentivo de uma olimpíada interna com o objetivo de fazer com que as equipes disputassem entre si para o recolhimento de um número maior das embalagens. "Em pouco tempo conseguimos recolher 15 mil garrafas e isto serviu para mostrar o quanto de lixo é descartado diariamente no aterro sanitário de nossa cidade. Certamente, os alunos envolvidos nesta campanha passaram a ter uma nova visão sobre o nosso lixo de cada dia”, disse Arita, diretora da Escola Dinâmico.


A Confecção Elas, do empresário Alex Sandro Santos, recebeu o apoio da EBMA, que se mobilizou em recolher as embalagens nas escolas. "De imediato a empresa atendeu ao nosso convite em participar deste projeto, e até se colocou à disposição para fazer palestra para os estudantes sobre lixo. Isto mostra que quando empresas se unem a favor do bem, coisas boas acontecem. Tenho certeza que as pessoas querem contribuir com um mundo melhor e isto às vezes não é possível pelo simples fato das mesmas não saberem como proceder. Quando um projeto como este acontece, dá chances para a integração de várias pessoas que se mobilizam para ajudar”, acredita Alex.

Outras escolas também já se mostraram interessadas em participar desta iniciativa e fizeram contato com a confecção. Houve até mesmo pais de alunos de outras instituições que fizeram contato solicitando que a campanha fosse inserida na escola do seu filho. 

Algumas escolas participantes desta campanha uniformizaram seus estudantes com a camisa ecológica feita pela Elas Eco Modas em malha 100% de garrafa pet. É um material muito semelhante ao já usado como uniforme, macio, leve, não possui cheiro e nem causa alergia.

Para outras informações, basta ligar para (22) 2526-5572 ou acessar o site www.elasecomodas.com.

terça-feira, 12 de novembro de 2013

Fundação Amazonas Sustentável

A campanha é uma alusão a conseqüência direta da falta que as árvores fazem na vida das pessoas, na peça em questão a falta da árvore deixa a criança entediada com a expectativa e não possibilidade de brincar com o balanço.




segunda-feira, 11 de novembro de 2013

ARTIGO - O LIXO E OS SEUS “RISCOS” - Adriana Teixeira Simoni


Não tenho a intenção ao trazer essa reflexão aos leitores de chamar atenção para o que a maioria das pessoas já sabe ou entendem a respeito de que há no lixo uma imensidão de germes e contaminações, essas que podem causar danos à saúde humana e comprometer a higiene ambiental. Pretendo ir mais fundo tentando trazer sua atenção diária e permanente aos resíduos que produzem e a forma e responsabilidade com que os descartam.

A maioria das pessoas também demonstra pelo lixo que produz tremenda repugnância e desprezo. Muitos a ponto de ignorar o tão explorado assunto RECICLAGEM. Fato é, que devido ao desprezo e a desconsideração de que esses resíduos produzidos a cada movimento proporcionado pela vida, que são gerados por cada indivíduo desde o momento que nasce até depois de sua morte, são sim de sua total responsabilidade até chegarem aos seus destinos adequados, salvo os bebes e os impedidos por razões físicas e ou intelectuais.

Por que devemos ter responsabilidade com nosso lixo até que chegue ao seu destino mais adequado? Simples mas com necessária atitude, pois, depende de você procurar primeiro saber dias e horários da coleta dos diversos tipos de   resíduos. Quais os dias e horários da coleta de lixo urbana se há coleta de residos orgânicos separada, se a cidade conta com cooperativas de reciclagem ou catadores que recolhem reciclagem combinando a retirada semanal em seu portão.  Você também deve se interessar em saber o calendário de coleta de “cata bagulho”, de podas de jardim, entulhos de construção e geralmente cada município tem uma quantidade máxima permitida e formas de dispor frente a sua casa. Sendo assim, primeiro passo: Buscar informação nos órgãos responsáveis evitando assim problemas e multas.

Quando você deposita seu lixo para coleta urbana é de suma importância verificar o horário que a coleta passa em sua rua, pois há épocas em que surgem no bairro animais perdidos e que com fome acabam rasgando os sacos de  lixos  espalhando e sujeitando você a riscos como ter nome e documentos e até mesmo email e telefone expostos. Se houver nesse lixo vidro ou garrafas quebradas, dá a oportunidade desse lixo se voltar contra você ou um vizinho na forma de uma arma fácil e oportuna a um bandido ocasional passando no momento em que você sai de sua casa distraído. São ocorrências bobas que muitas vezes pode colocar você  e sua família em risco.   

Exemplos de riscos não faltam, bem como imprudência e despreocupação de quem administra a retirada do lixo de dentro da residência. Outro item bastante preocupante que já foi manchete de noticiários e jornais num caso de homofobia na noite da capital paulista é a possibilidade de lâmpadas fluorescentes tornarem-se armas perigosas quando colocadas na lixeira da rua ou mesmo jogadas em caçambas de entulhos. Essas lâmpadas devem ser encaminhadas a coleta de lixo especial que há nos municípios e por vezes também em lojas que vendem esses objetos propiciando a logística reversa desses materiais onde a PNRS - 
Política Nacional de Resíduos Sólidos atribui responsabilidades de pós-consumo aos fabricantes, distribuidores, comerciantes e consumidores finais. 

Sabe aquele velho ditado sobre não dar margem ao azar? Pois bem, vizinhos de um bairro bastante reincidente em pequenos roubos e assaltos e assaltos a mão armada também não tiveram nenhum receio em jogar na calçada bem próximo a casa, uma escada de madeira em condições um tanto comprometidas de uso, mas ainda com boa possibilidade de favorecer  a um meliante ocasional que  ora andando pela rua despretensioso seja  despertado ao visualizar a escada  como  facilitadora e assim  cometer um ato de violação em uma residência qualquer .

Não tenho a intenção de espalhar terror, mas sim consciência de que em nossa sociedade há uma parcela doente e sem escrúpulos, mas que com interesse do Estado, possuem possibilidade de  transformação.  Sendo assim quero alertar que não se amarra mais cachorro com linguiça e logo é importante tomar cuidado com o que se coloca pra fora de casa  em forma de lixo, descarte ou entulho. 

Nem tudo é visto só como lixo. Hoje o dito “lixo” tanto pode ser de valor a um ato impensável de um meliante, assim como pode ter valor expressivo para um catador de reciclagem. Onde a reciclagem de “lixo” levada a sério é um fator essencial à sustentabilidade. Porém, hoje encontrar um lixo considerado 100 % lixo é algo tecnologicamente falando muito difícil, pois se transforma em energia querendo, mas é infelizmente raro de se ver efetivamente sendo implantado como deveria e a Política Nacional de resíduos Sólidos - Lei nº 12.305/10 institui. Aguardemos!

Colabore, diminua os riscos, proporcione renda a famílias de catadores de reciclagem, proporcione uma cidade limpa, um ambiente saudável pra você e sua comunidade. Ajuste-se a um mundo consciente da necessidade de promover um viver sustentável para as atuais e futuras gerações.


Adriana Teixeira Simoni é Assistente Social com ênfase socioambiental, administradora do Blog Ideias Sustentáveis – http://drikafarah.blogspot.com.br/

Instituto Paulo Gontijo promove concurso cultural "Vá ao cinema com o IPG"


“Vá ao Cinema com o IPG” é o nome do concurso cultural que o Instituto Paulo Gontijo – IPG promove neste mês de novembro, numa parceria com o Espaço Itaú de Cinema. Para concorrer a ingressos, os interessados devem responder à frase: “O que lhe faz sorrir?” e enviar a resposta, por e-mail, para o endereço eventos@ipg.org.br, junto com seus dados pessoais (nome, endereço completo, telefone com DDD, e-mail, CPF e cidade onde reside).
 
As frases serão analisadas por uma comissão julgadora atendendo aos seguintes critérios técnicos: criatividade, originalidade e adequação ao tema proposto. Os autores das quatro melhores frases receberão: 1º Lugar: dois ingressos para o Espaço Itaú de Cinema, o livro “Tese de um condenado”, de Paulo Gontijo, um mouse pad do IPG e uma caneta; 2º lugar: dois ingressos para o Espaço Itaú de Cinema e o livro “Tese de um condenado”, de Paulo Gontijo e 3º e 4º colocados: dois ingressos cada.
 
Para usufruir dos prêmios é necessário ter acesso fácil as cidades de São Paulo, Salvador, Porto Alegre, Brasília, Curitiba e Rio de Janeiro, onde estão localizadas as salas de cinema. Vale ressaltar que será aceita apenas uma resposta por participante, sob o risco desclassificação, e que o envio deve ser realizado até 18h do dia 30 de novembro.
 
A previsão é que o resultado com o nome dos vencedores seja divulgado até o dia 15 de dezembro, no site do concurso: http://ipg.org.br. Os vencedores serão informados por e-mail e/ou telefone.

PÃO DE AÇÚCAR E UNILEVER LANÇAM ESTAÇÃO MÓVEL DE RECICLAGEM EM SÃO PAULO E NO RIO DE JANEIRO


Com a proximidade do verão, aumentam as chuvas em São Paulo e no Rio de Janeiro, tornando as enchentes mais comuns, principalmente por conta do descarte incorreto de lixos e materiais que podem ser destinados a reciclagem. Por isso, o Pão de Açúcar lança entre os dias 9 e 28 de novembro o projeto “Pare & Separe”, em que um veículo preparado para receber materiais recicláveis, com comunicação especial e promotores percorrerá 17 pontos turísticos de cada uma das capitais, servindo como um ponto de entrega voluntário para descarte de  papel, plástico, metal e vidro.

Qualquer pessoa pode levar seus materiais para a estação móvel de reciclagem. Aqueles que fizerem check-in por meio do Facebook ganharão um voucher que pode ser trocado por uma sacola reutilizável de ráfia em qualquer loja Pão de Açúcar. Todos os recicláveis arrecadados serão doados para cooperativas de reciclagem parceiras do programa Estação de Reciclagem Pão de Açúcar Unilever, presente nos estacionamentos de 126 lojas em todo o Brasil. Existente desde 2001 o programa já arrecadou mais de 71 mil toneladas promovendo a inclusão social e a geração de renda das comunidades parceiras, além de benefícios ambientais.

No Rio de Janeiro, a estação móvel passará por locais como Copacabana, Leblon, Ipanema, Jardim Botânico, Recreio, Arpoador, Parque da Cidade e Barra da Tijuca. Em São Paulo, as pessoas podem separar para entregar seus materiais de reciclagem em lugares como: Parque Villa Lobos, Parque Ibirapuera, Largo da Batata, MASP, Estação da Luz, Mercadão e Praça Benedito Calixto. Para conferir a relação completa de locais e suas respectivas datas, visite a fan page oficial do Pão de Açúcar no Facebook (clique aqui).

Programa Estações de Reciclagem Pão de Açúcar Unilever

Desde 2001, o Pão de Açúcar e a Unilever mantém uma parceria que permite ao consumidor dar a correta destinação a embalagens, frascos e materiais diversos, como papel, vidro, plástico, metal e óleo de cozinha. As estações fixas são construídas com material reciclado e funcionam como Postos de Entrega Voluntária (PEVs). Dessa forma, apoiam a cadeia com benefícios socioeconômicos e ambientais, conforme preconiza a nova Política Nacional de Resíduos Sólidos.

Em onze anos, foram coletados mais de 64 mil toneladas de materiais para reciclagem. Somente em 2012, foram mais de 12 mil toneladas, 14% a mais do que no ano anterior. Após o descarte dos materiais, o volume total foi doado a 37 cooperativas parceiras, o que gera postos de trabalho diretos e indiretos e beneficia mais de 1,7 mil famílias por mês.

Para conhecer mais sobre os bastidores desse projeto, acesse o vídeo: http://www.avessotv.com.br/

quinta-feira, 7 de novembro de 2013

Tijolo feito de resíduos é exemplo de Construções Sustentáveis na Habitacon.


Impulsionada pela Copa do Mundo, com o setor da construção civil em alta, a Veiga Máquinas - Indústria de Máquinas para Borrachas e Termoplásticos de Novo Hamburgo, estará participando pela primeira vez da HABITACON – Feira de Fornecedores para Condomínios & Construção que ocorre de 8 a 10 de novembro no Expo Renault Barigui em Curitiba/PR.

Com foco na construção civil, o Grupo Veiga traz para a feira um conceito inédito de construções sustentáveis: tijolos encaixáveis, tipo lego, feitos de resíduos oriundos de sobras das indústrias e coleta seletiva em cooperativas de reciclagem.

O maquinário processa diferentes tipos de polímeros (PE, PS, PP, ABS e PVC) e resíduos sólidos (papel, papelão, serragem em geral, pó de MDF, pó de borracha de pneu, EVA, isopor, espuma e poliuretano), transformando-os em uma massa de matéria-prima, que moldada em uma prensa hidráulica (PHP), resulta na manufatura do tijolo plástico. 

Além dos tijolos serão apresentados ainda uma diversidade de peças que podem ser aproveitadas na construção civil, como caixas para mistura de argamassa, piso intertravado (pavers), fôrmas para concretagem, chapas plásticas que substituem o madeiramento, e na linha de acabamentos, tábuas que simulam madeira envelhecida.

Segundo Mauro Veiga, diretor da empresa, a inovação deste equipamento está no sistema do misturador que, ao invés de separar, consegue aglutinar vários tipos de polímeros com as cargas, simplificando o processamento dos resíduos. O sistema de prensagem também é diferenciado, pois dispensa o uso de injetoras e mão-de-obra qualificada para a confecção das peças. 

Para demonstração “in loco” dos materiais, o stand da Veiga Máquinas na HABITACON será construído com tijolos produzidos com resíduos de descarte.  



05/11/2013

Fonte: Assessoria de Imprensa Veiga Maquinas – Cláudia Farias, fone (51) 9979.2324 e Simoni Jaroszeski – (51)9234.9075

Acesso digital da edição 35 - Comércio Sustentável

Editorial – Edição 35

Os caminhos para a sustentabilidade no varejo

Esta é uma edição especial! Trazemos como temática de capa o posicionamento atual e as tendências que o setor varejista vem adotando dentro do contexto da sustentabilidade. O setor do comércio iniciou  intenso debate e vem procurando soluções para atuar de forma mais efetiva nas questões socioambientais. Dentro desse cenário, as soluções para a gestão de resíduos e as alternativas para a viabilização de processos de logística reversa está encabeçando a pauta estratégica do setor!

Nesse contexto, trazemos como entrevistado principal da edição o presidente da Fecomércio/PR, Darci Piana. Em sua abordagem, Piana destaca a importância de uma educação ambiental e a implantação de um processo de responsabilidade compartilha entre dos diversos agentes de mercado. O primeiro passo é promover acordos setoriais, procurando discutir as necessidades, as adaptações necessárias e também as oportunidades para cada segmento.

Em nossa matéria de capa, destacaremos as principais iniciativas paranaenses que estão sendo implantadas. Ações com o recolhimento de embalagens e destinação final de produtos são alguns exemplos. O setor comercial, ligado ao uso de óleos lubrificantes e de pneus inservíveis, até por serem resíduos classificados como perigosos, já possui projetos consolidados na gestão e destinação desses rejeitos. Outro exemplo é o processo de recolhimento de embalagens de agrotóxicos. O Brasil é recordista mundial em volume de recolhimento, atingindo 94% de embalagens devolvidas. A matéria contempla ainda a descrição de projetos socioambientais das empresas Empalux, Martinaço e da Rede de Supermercado Condor.

A edição traz, ainda, uma matéria sobre a MVC, empresa paranaense com sede em São José dos Pinhais, sobre projetos inovadores na produção de painéis de plástico. No espaço responsabilidade social corporativa, destacam-se os desafios para a inclusão de pessoas com deficiências no mercado de trabalho. A edição ainda traz uma matéria sobre piscinas ecológicas.


Boa leitura!
Pedro Salanek Filho

Acesse aqui todo o conteúdo da edição através da versão digital!



terça-feira, 5 de novembro de 2013

Faber-Castell leva o tema sustentabilidade para a HSM ExpoManagement

Visão aérea das Florestas Faber-Castell em Prata MG

A Faber-Castell participa da HSM ExpoManagement 2013, que acontece entre os dias 4 e 6 de novembro, em parceria com a Fundação Abrinq. Além de expor seus produtos e lançamentos no estande da fundação, o Gerente de Sustentabilidade da companhia, Otávio Perez, ministrará uma palestra durante a feira.

A companhia levará informações e dados sobre suas ações de sustentabilidade, mostrando que a preocupação com a comunidade e o meio ambiente está além das estratégias de negócios da Faber-Castell. Estas ações fazem parte dos pilares de atuação da companhia em todos os aspectos.

Os resultados positivos nestes segmentos que refletem os investimentos da empresa nessas áreas ao longo dos anos serão expostos no evento. Entre os projetos da Faber-Castell, que alinham produção e desenvolvimento sustentável, estão projetos de manutenção da flora e fauna, a criação e manutenção de áreas de reflorestamento e reservas nativas na região de Prata (MG); programas para o reaproveitamento dos materiais utilizados na fábrica e em seus escritórios, bem como o programa de coleta de instrumentos de escrita para evitar o descarte desses materiais no meio-ambiente.

Serviço

Palestra sobre sustentabilidade da Faber-Castell.
Data: 05 de novembro
Horário: a partir das 14 horas
Local: Estande da Fundação Abrinq na HSM Management
Expo Transamérica – Av. Dr. Mário Villas Boas Rodrigues, 387
Entrada gratuita

Faber-Castell
SAC: 0800-7017068

Última chamada para instituições interessadas em expor na ONG Brasil 2013 – participação pode ser subsidiada de 50% a 100%

Na 5ª edição do maior evento de responsabilidade social da América Latina o público esperado é de 15 mil visitantes: o credenciamento gratuito já está aberto

Mais de 500 expositores com o propósito de “Unir e fortalecer para transformar”, já estão confirmados para a ONG Brasil 2013. Nomes como Greenpeace, GRAACC, AACD, Instituto Se Toque, Care Brasil, Humanitare e, outras entidades com atuação em todo o país mostrarão a capacidade transformadora do terceiro setor e estimularão o voluntariado em diversas causas.

 A 5ª Edição da ONG Brasil – encontro intersetorial que conecta organizações da sociedade civil, poder público e iniciativa privada, que acontece em São Paulo, entre os dias 28 e 30 de novembro, ainda tem alguns estandes disponíveis, mas é preciso correr. 

A participação das organizações sem fins lucrativos (independentes ou familiares) será 100% subsidiada e as empresas, fundações/institutos empresariais e órgãos públicos serão subsidiados em 50% pela UBM, que concebeu o projeto. Basta acessar: www.ongbrasil.com.br e manifestar o interesse através do formulário “Quero expor”. 

As escolas públicas e privadas podem se inscrever para visitas guiadas durante o evento e fazer da oportunidade um instrumento de aprendizado multidisciplinar. Basta enviar para o e-mail grupos@ongbrasil.com.br os dados da escola, número de alunos e faixa etária, além da data e horário de interesse. 

A expectativa é receber 15 mil pessoas no evento. O credenciamento já está aberto para visitantes pelo site: www.ongbrasil.com.br e a entrada é gratuita. Com mais de 15.000m² de exposição o público poderá participar da Feira e Congresso das organizações sociais, do investimento social privado e de políticas públicas, além de assistir a seminários e usufruir de oficinas culturais. 

A ONG Brasil já ganhou apoio de celebridades: o apresentador Amaury Jr. é o padrinho do evento e também apoiam a causa a apresentadora Luisa Mell e a cantora Zizi Possi.

Sobre a UBM A ONG Brasil é uma realização da UBM Brazil. A empresa está no país desde 1994, sendo a primeira multinacional a entrar no mercado brasileiro de feiras. www.ubmbrazil.com.br. 

Serviço: 
Evento: ONG Brasil 2013 
Local: Expo Center Norte - Rua José Bernardo Pinto, 333 – São Paulo/SP 
Dias 28 e 29/11 - Congresso das 9h às 20h/ Feira das 13h às 20h; dia 30/11
Congresso e Feira das 10h às 16h 
Entrada Franca

quarta-feira, 30 de outubro de 2013

150 mudas a mais no “PÉ DA SERRA DO GANDARELA”


*Por Thais Alessandra do Coletivo Cirandar

Mais uma etapa da campanha “PLANTE UMA ÁRVORE” foi concluída, dia 23 de outubro de 2013, com o apoio do Grupo de Escoteiros Mangabeiras, um nativo da região, três jardineiros, Equipe da Floricultura Ikebana flores e Coletivo Cirandar - com Thais Alessandra e Paula Ferreira, publicitárias responsáveis pela divulgação da campanha.

No “Pé da Serra do Gandarela”, em Rio Acima –MG, o plantio foi concretizado em meio a locais devastados pela mineração, com uma prática à base de hidrogel (granulometrias, que desprendem água mediante  o tamanho do grânulo e segundo o tipo de planta, solo, cultura, clima e características da água, além de reduzir a evaporação da água do solo e a perda de água e nutrientes por lixiviação, suavizando a constância de irrigação em até 50% para favorecer o crescimento das plantas). 

23 de outubro transformou-se em um marco para essa causa a favor da Serra do Gandarela, com cerca de 150 mudas plantadas em nome de blogs e sites que acolheram essa campanha, desde janeiro de 2013 - SOS Mata Altântica, Instituto Estrada Real, Revista Bicicleta, Programa Terra da Gente da Rede Globo, Rede Super de televisão, entre outros. 
“Toda postagem sobre a campanha se tornou uma muda nativa plantada no Gandarela”.

Entendemos que a discussão sobre a devastação dessa Serra e a concepção do Parque Nacional na região está acima do plantio, mas ansiamos que esse assunto incomode o suficiente para que os cidadãos façam algo. Nós estamos fazendo! 


O próximo plantio está agendado para janeiro de 2014. AJUDE ESSA CAUSA!